O decrescimento vem ao Porto | 7 de Julho

No dia 7 de Julho, às 16h, acolheremos na Gazua a apresentação da «Rede de decrecemento Eo-navia, Galiza i O Bierzo» e do 1º Congresso do Decrescimento. Haverá ainda um debate sobre bio-regiões, redes de resiliência e organização de iniciativas de decrescimento.
Apareçam!

Na Galiza estão a dar-se fenómenos estranhos, fala-se de «decrecemento» na praça pública, tendo sido realizados dezenas de encontros e debates sobre este inusitado tema, que tantos receios parece levantar deste lado do rio Minho. Acontece que os nossos amigos galegos preparam desde há muitos meses, com grande serenidade e propósito, um Congresso sobre o decrescimento na Galiza. Será já em Outubro e esperam-se pessoas e colectivos de toda a Galiza e de outras regiões da Península Ibérica. Para isso também criaram a «Rede de Decrecemento Eo-Navia, Galiza, O Bierzo». Nós concordamos com eles: não iremos por bom caminho seguindo as arengas do crescimento com que nos bombardeiam dos dois lados da fronteira. O decrescimento reabre o exercício do pensamento e coloca-o diante das nossas acções.

Convidámos a Rede de Decrecemento, assim como uma das associações nela participante, a Véspera de Nada, a virem apresentar ao Porto toda essa magnífica movimentação que nos enche de espanto. Pareceu-nos que não faria sentido ficarmos de fora. Estarão cá o Miguel Anxo Abraira e a Iolanda Teijeiro Rey, que nos vão contar esta história bem contada. E que aproveitarão para debater connosco a grande armadilha em que se tornou esta sociedade. Tudo falado na nossa língua comum e suas variações. Eis o programa:

7 de Julho, às 16h, na Gazua (Porto):
Apresentação da «Rede de decrecemento Eo-navia, Galiza i O Bierzo» e do 1º Congresso do Decrescimento.
Debate sobre bio-regiões, redes de resiliência e organização de iniciativas de decrescimento.

7 de Julho, às 21h30, no Gato Vadio (Porto):
O decrescimento: escolha colectiva ou inevitabilidade? Um debate com Jorge Leandro Rosa, Miguel Anxo Abraira e Iolanda Teijeiro Rey.