Sobre (in)visibilidade – o lugar do corpo negro na cultura visual | 24 de Março

No âmbito do Festival Feminista do Porto, a Gazua acolherá no dia 24 de Março, às 21h30, uma conversa- performática, com Melissa Rodrigues, “Sobre (in)visibilidade – o lugar do corpo negro na cultura visual”.

“Na publicidade, na televisão, no cinema, na pintura, na fotografia, nos livros que temos nas nossas prateleiras, quantos homens e mulheres negros e negras estão lá representados? Como são representados?
Pesquiso no Google por ‘imagem e representação do corpo negro na cultura visual’, a par de imagens do corpo negro escravizado, sexualizado, fetichizado, submisso e selvagem, encontro novas narrativas visuais e estéticas, novos discursos de quem se posiciona a partir ‘da barriga da besta’ para desconstruir e criar outras representações sobre si mesmo/a, sobre o seu corpo, sobre a sua (in)visibilidade.
É este o lugar onde me encontro.”

Sobre Melissa Rodrigues:
Feminista, negra, ativista anti-racista. Posiciona-se a partir de uma perspectiva feminista interseccional. Como investigadora nas áreas da Antropologia e da Performance tem desenvolvido pesquisa em Cultura Visual, Imagem e Representação.